Projetos que beneficiam militares são aprovados na ALE


Projetos beneficiam policiais e bombeiros militares de Roraima


Data de Postagem: 22/06/2017 10:24 am




Esta semana foram aprovados na Assembleia Legislativa, quatro importantes projetos que beneficiam Policiais e Bombeiros Militares de Roraima. De autoria governamental, eles agora seguem para sanção da governadora Suely Campos.

Os projetos de reestruturação beneficiam ambas as categorias. O primeiro é o que aumenta o efetivo da Polícia Militar, de três mil, para três mil e quinhentos policiais. Estão inclusos nesse quantitativo os policiais militares do Estado e também do Ex-Território Federal de Roraima.

“Esse aumento vai permitir que a Polícia Militar realize concurso e coloque mais policiais nas ruas, reforçando a segurança da população”, destacou Suely Campos.

O comandante geral da Polícia Militar, Coronel Edson Prola, juntamente com outros oficiais da corporação, esteve presente à sessão na ALE. Ele destacou o empenho da governadora em atender o pleito da categoria.

“Há quase duas décadas os militares aguardavam pela aprovação desses projetos. É um importante reconhecimento e demonstra o comprometimento da governadora com a categoria”, disse.

Somando-se todos os Quadros de Oficiais da PMRR, a corporação dispõe de 288 Oficiais, com patentes que vão de 2º Tenente a Coronel. Já em relação aos Praças, são 3.212 militares, com patentes de Soldado até Subtenente.

O segundo é o Projeto de Lei Complementar (PLC) n° 08/2017, que trata da remuneração. Já o PLC n° 09/2017 versa sobre o regime próprio previdenciário.

O quarto projeto aprovado foi o PLC n° 10/2017, sobre a redistribuição do atual quadro de organização da Lei 346/2002 do Corpo de Bombeiros, para reestruturar os órgãos setoriais do Comando, além de criar a Diretoria de Inteligência, de Informática e Estatística e de Ensino. Os ajustes no quantitativo de oficiais e praças vão contribuir para melhoria do funcionamento da corporação.

NOVAS FUNÇÕES – O aumento será de 62% no número total de funções de oficiais, passando das atuais 121 para 196 funções. Quanto às funções de subtenentes e sargentos houve um aumento de 39,5%, aumentando das atuais 337 para 470 funções graduadas.

Não houve a necessidade de aumento de efetivo, mas apenas uma redistribuição do mesmo. Neste caso ocorreram as retiradas de funções das graduações de soldado e cabo que não estavam sendo ocupadas.

CORPO DE BOMBEIROS – Entre as principais mudanças estão a criação de uma Ouvidoria e de uma Diretoria de Controle Interno, para dar continuidade ao atendimento de qualidade para a sociedade roraimense e ao mesmo tempo, manter o CBMRR como uma Instituição que, além do alto grau de credibilidade e aceitação frente ao público externo, esteja norteando os princípios da administração pública, garantindo a manutenção do respeito conquistado e, acima de tudo, valorizando de forma transparente e legal os militares que compõem a corporação.



Acessos : 151

Voltar