Corpo de Bombeiros dá início ao Curso de Operações e Combate a Incêndio Florestal


A turma é formada por 28 bombeiros militares e dois sargentos do Exército Brasileiro (EB). A capacitação ocorrerá de 3 a 21 de fevereiro, com um total de 224 horas/aula


Data de Postagem: 03/02/2020 1:32 pm




Na manhã desta segunda-feira (3), o Corpo de Bombeiros deu início a mais um curso de especialização para a sua tropa. O COCIF (Curso de Operações e Combate a Incêndio Florestal) está na quinta edição.

A turma é formada por 28 bombeiros militares e dois sargentos do Exército Brasileiro (EB). A capacitação ocorrerá de 3 a 21 de fevereiro, com um total de 224 horas/aula.

Na primeira fase do curso, os alunos terão aulas teóricas, para o aprendizado de diversas doutrinas de combate a incêndio florestal adotadas em Roraima, no Brasil e em outros países. A segunda parte será prática, na qual os militares vão desenvolver as técnicas em campo.

Conforme explicou o coordenador do curso, capitão Sidney de Araújo, o COCIF é um curso intenso, que submeterá os alunos a uma rotina diária com inúmeros adversidades como ausência de infraestrutura básica no campo, topografia desfavorável, escassez de água, grandes deslocamentos e combate a incêndio real.

O capitão ressaltou que, em razão das particularidades que o estado possui no tocante ao seu bioma, relevo diverso e estações do ano bem distintas, o curso de combate a incêndio, passa a ser uma referência para o restante do país.

“O CBMRR está investindo em publicações e estudos voltados à essa área justamente para se consolidar como referência na parte de prevenção e combate a incêndios florestais. Desde o grande incêndio de 1998, evoluímos muito na prevenção aos incêndios florestais em nosso Estado”, declarou.

O comandante geral do CBMRR, coronel Jean Cláudio de Souza Hermógenes, reforçou a necessidade do treinamento e aperfeiçoamento constante da tropa, para uma prestação de serviço público de maior qualidade à sociedade roraimense.

“É realmente importante ressaltar a disponibilidade de todos esses militares, que se voluntariaram a participar deste curso. Hoje temos mais de 143 bombeiros formados em combate a incêndio florestal, e isso faz realmente da nossa tropa, uma referência para outros estados neste campo de atuação”, finalizou.



Acessos : 420

Voltar